Empreendedor, saiba agora o que fazer quando suas redes sociais caírem

Empreendedor, Saiba Agora O Que Fazer Quando Suas Redes Sociais Caírem Farias Contabil - Farias Contábil

Confira dados da pesquisa e dicas de especialista para orientar os empreendedores em situações de “apagão digital” como a que aconteceu na última segunda-feira

O whatsapp é um dos aplicativos mais utilizados pelos brasileiros. O app de mensagens tem 120 milhões de usuários ativos no Brasil e 1,5 bilhão no mundo. A tecnologia tem ajudado também milhares de empreendedores a se comunicarem com seus clientes – sendo o principal canal de atendimento de muitos e-commerces.

Na tarde da última segunda-feira, 4 de outubro, o app, assim como outros dispositivos do Grupo Facebook, mostraram instabilidade no mundo todo, deixando o canal de comunicação fora do ar.

A empresa assumiu que o problema foi global e, somente após 6 horas, os apps voltaram a funcionar. Colaboradores e profissionais das redes sociais também notaram dificuldade em trabalhar. Os três aplicativos também enfrentaram instabilidade em junho passado, durante cerca de duas horas e meia. Na ocasião, o Facebook afirmou que a falha havia sido causada por um ajuste de configuração.

Whatsapp como aliado de pequenos e médios lojistas

De acordo com levantamento exclusivo da Loja Integrada, plataforma gratuita para a criação de lojas virtuais, cerca de 75% dos pequenos e médios lojistas usam o aplicativo como canal direto de vendas com seus clientes – além da loja virtual.

Além disso, quase 68% dos lojistas da LI afirmam usar o Whatsapp como principal ferramenta de atendimento ao cliente, seguido pelo Instagram (15%) e do e-mail (5,6%)

Para Gustavo Ruchaud, diretor de marketing da Loja Integrada, o whatsapp se tornou uma ferramenta essencial na vida dos lojistas virtuais, não só na hora de vender, mas também de realizar o pós-venda.

“Por ser gratuito, o app está no celular de quase todos os brasileiros. Para o empreendedor, uma das principais vantagens de usar a ferramenta é poder criar campanhas e ações promocionais que são enviadas de forma automática. Além disso, com o app é possível verificar métricas e realizar um atendimento quase que em tempo real. Com a instabilidade, os lojistas irão precisar fazer um balanço de suas vendas, dando um suporte e retorno aos clientes por outros canais também”, explica.

O especialista deu 3 dicas para orientar os empreendedores a driblar o apagão digital destes apps:

Relacionamento em primeiro lugar

Instabilidades acontecem e por isso se comunicar com seu cliente é fundamental. Por mais que o contato seja direto pelo whatsapp é preciso humanizar essa comunicação e criar padrões de atendimento, que devem estar relacionados à cultura da marca.

Além disso, criar uma comunicação por e-mail pode ser uma forma de formalizar os processos. Neste caso, uma dica é comunicar seus clientes sobre a instabilidade e deixar outras formas de contato disponíveis até que a situação seja regularizada.

Aposte na sua loja virtual

O melhor caminho é usar a base de clientes do lojista, integrando os canais de comunicação e venda, oferecendo ao cliente a comodidade de poder comprar  e se relacionar pelo app do whatsapp – mas não deixando esta ferramenta como único canal. Investir na divulgação da loja em outras plataformas, como o google e Youtube, pode manter a loja funcionando e vendendo.

Invista em novos canais

Para Ruchaud, o empreendedor não deve ser refém de apenas um canal e deve apostar sempre em novas formas de engajar seu cliente. O uso do Telegram, por exemplo, tem crescido bastante no Brasil, funciona perfeitamente para divulgação de negócios.

Outra dica é investir em canais de comunicação próprios – quando estamos falando de e-commerce – por meio de um chatbot ou recursos que permitam o chat com os consumidores.

Fonte: Contábeis

PRESSIONE AQUI AGORA MESMO E FALE JÁ CONOSCO PARA MAIS INFORMAÇÕES!

Aproveite as oportunidades que as redes sociais e a internet podem oferecer à sua empresa

Aproveite As Oportunidades Que As Redes Sociais E A Internet Podem Oferecer à Sua Empresa Farias Contabil - Farias Contábil

Como utilizar as redes sociais e alavancar seu negócio

Utilize a internet a seu favor para ganhar dinheiro e conquistar clientes

O distanciamento social com a pandemia da Covid-19 fez o brasileiro se reinventar. Muitos descobriram talentos que nem sabiam que tinham. Muitas empresas fecharam suas portas e outras tiveram que reduzir horários e até mesmo seus quadros de funcionários.

Como utilizar, então, essa situação adversa a seu favor? Como divulgar seus trabalhos, produtos e talentos? Nessa hora entra a tecnologia. As redes sociais podem fazer esse trabalho pra você. Afinal é um balcão virtual de negócios com milhões de consumidores.

Trata-se de um mercado promissor que está alavancando muitos negócios e ajudando muita gente a sair do vermelho e até mesmo a prosperar mais do que se estivesse presencialmente.

Escolha os canais de comunicação

Os números não deixam mentir. O Facebook conta com 130 milhões de participantes, seguido por YouTube com 127 milhões de usuários, WhatsApp com 120 milhões de inscritos e Instagram com 110 milhões de cadastrados. Nesse ranking, desponta o TikTok, que tem 8,8 milhões de adeptos no Brasil.

As redes sociais têm sido a alternativa para alavancar as vendas de microempreendedores individuais (MEIs), de pequenos negócios e até de empresas tradicionais que viram na internet uma forma de não perder clientes e ampliar a oferta de produtos e serviços.

Especialistas dão dicas de como empreendedores e empresas podem se posicionar para conquistar o mundo digital. Alguns elementos são fundamentais: apresentar um produto de qualidade, conhecer o público-alvo, posicionar a marca, dominar a matemática do produto e montar uma máquina de aquisição de clientes.

Portanto, você pode postar seus serviços e produtos em mais de um canal. Desta forma, vai abranger sua área de divulgação. Só esteja preparado para atender as demandas que isso pode acarretar.

Dicas de como divulgar seus serviços na internet

O primeiro passo para escolher o que fazer dentro da plataforma é: consumir muito. A orientação é que o empreendedor ou comerciante tire 30 minutos por dia para “consumir” Tik Tok.

Na plataforma, observe o que tem sido feito entre os criadores, entendendo qual o formato de vídeos que estão usando. Assim é possível encaixar um conteúdo interessante no seu nicho.

Aproveite as oportunidades e não deixe passar o momento. O que muitas pessoas fazem de errado é reconhecer o formato de vídeo que está bombando no momento e pensar muito sobre o que fazer, demorar muito para postar, e aí você pode perder o momento certo.

Avalie a qualidade do produto ou do serviço que vai veicular. Ele precisa ter qualidade, caso contrário terá relatórios ruins e comentários que não vão alavancar produto ou serviço.

É importante conhecer o público que vai destinar o produto ou serviço. Será por meio deste conhecimento que será possível determinar o conteúdo e o tom de sua estratégia, assim como os canais de aquisição e de relacionamento com o cliente.

Qualidade de fotos, vídeos e material que chame a atenção também são essenciais. Evite também posts muito longos. Objetividade é tudo. Se no seu caso o produto estiver relacionado à alimentação, lembre-se que comemos primeiro com os olhos. Por isso a apresentação deve ser impecável para “fisgar” a clientela.

Fonte: Jornal Contábil
PRESSIONE AQUI AGORA MESMO E FALE JÁ CONOSCO PARA MAIS INFORMAÇÕES!